Transportadora Aérea de Cabo Verde continua sem aviões para assegurar rotas

15 September 2017

Um “número expressivo” de passageiros da Transportadora Aérea de Cabo Verde (TACV) continua retido em Cabo Verde, informou quinta-feira em comunicado a companhia aérea, que já cancelou 36 voos internacionais desde o início de Setembro, tendo encaminhado mais de 3 mil passageiros para outras empresas.

A TACV, que cancelou a quase totalidade dos voos para a Europa, Estados Unidos e Brasil devido a uma avaria no motor do único avião que tem a operar, informou ainda que entre 1 e 13 de Setembro cancelou 30 voos “inicialmente programados para operar com o B757” e mais 6 voos “em consequência de uma avaria idêntica no avião B767 da EuroAtlantic”, que a TACV tem alugado em permanência desde Julho “para responder à grande procura da época alta.”

O ministro das Finanças cabo-verdiano, Olavo Correia, admitiu quinta-feira que o cancelamento de voos tem um “impacto importante”, adiantando que o governo assumirá todos os custos e que os salários dos trabalhadores serão garantidos.

A companhia aérea pública cabo-verdiana está em processo de reestruturação com vista à sua privatização, tendo o governo assinado com o grupo Icelandair um contracto de gestão da empresa pelo período de um ano.

Com um passivo acumulado de mais de 100 milhões de euros, a empresa assegura apenas as ligações internacionais depois de o governo ter negociado com a Binter Cabo Verde o exclusivo das ligações no mercado doméstico. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH