Governo de Macau mantém apoio a PME afectadas pela passagem do tufão “Hato”

20 September 2017

O apoio a curto, médio e longo prazo às pequenas e médias empresas afectadas pela passagem do tufão “Hato” prossegue em diferentes fases, disse terça-feira em Macau o secretário para a Economia e Finanças, Leong Vai Tac.

O secretário, que falava na cerimónia de tomada de posse do presidente do Conselho de Administração da Autoridade Monetária de Macau, Chan Sau San e da coordenadora do Gabinete de Informação Financeira, Chu Un I, disse ainda que ao abrigo do apoio a curto prazo foram recebidos 13 mil pedidos de abonos de 50 mil patacas e de 6000 pedidos de empréstimos sem juros no montante máximo de 600 mil patacas, tendo sido já atribuído um total de 5600 cheques.

Leong Vai Tac afirmou que o governo tem mantido uma colaboração estreita com a Associação dos Bancos, com o objectivo de acelerar o processo de apreciação dos pedidos de crédito isento de juros e adiantou que a Autoridade Monetária de Macau também tem estado a acompanhar os trabalhos de indemnização, após catástrofe, por parte das companhias de seguro, para que os visados possam ser compensados o mais breve possível.

A médio prazo, o secretário disse que o governo espera fazer com que os turistas, particularmente através da organização de convenções e exposições, se desloquem às zonas afectadas e aumentem o consumo nos estabelecimentos comerciais.

Relativamente aos trabalhos a longo prazo, Leong Vai Tac afirmou que o governo pretende apoiar os estabelecimentos mais antigos através da reestruturação de marcas e desenvolvimento do sistema de pagamentos electrónicos, a fim de elevar a qualidade e a variedade dos serviços ou dos produtos, para corresponder melhor às exigências do mercado e aos novos modelos de consumo. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH