China anuncia 235 projectos de investimento no Brasil entre 2003 e 2017

25 September 2017

Um total de 235 projectos de investimento directo no Brasil foi anunciado pela China entre 2003 e 2017, envolvendo um montante de 103,6 mil milhões de dólares, de acordo com um estudo da Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério do Planeamento, Desenvolvimento e Gestão.

O estudo, citado pelo jornal O Globo, adianta que daquele total houve 87 projectos confirmados, com um investimento de 46,8 mil milhões de dólares, sendo os sectores diversificados, passando pela energia, petróleo e gás, indústria e projectos agrícolas e agro-industriais.

O secretário de Assuntos Internacionais daquele ministério, Jorge Arbache, é citado no jornal como tendo afirmado que não são apenas os grandes grupos estatais chineses que pretendem investir no exterior, havendo nesse movimento empresas provinciais, empresas privadas e mesmo particulares de rendimentos elevados.

Arbache disse também que a maior parte do investimento chinês é canalizado para fusões e aquisições, não para projectos novos nos países de recepção de investimento, o que tem levado vários governos, casos dos Estados Unidos e da Alemanha, a restringirem a entrada de capitais chineses.

O documento informa que os investimentos chineses no Brasil só se tornaram significativos após 2004, tendo o secretário de Assuntos Internacionais afirmado estar a ocorrer uma mudança no perfil dos maiores investidores, “podendo a China ter já ultrapassado os europeus e os americanos.”

O secretário afirmou que os dados coligidos e agora apresentados no estudo do Ministério do Planeamento, Desenvolvimento e Gestão são mais completos do que os do banco central brasileiro, que não contabilizam os recursos com origem em paraísos fiscais, como Ilhas Caimão e o Luxemburgo. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH