ENI East Africa contrata RINA Services para garantir qualidade da plataforma a utilizar em Moçambique

27 September 2017

A empresa ENI East Africa contratou a empresa italiana RINA Services para certificar a qualidade do desenho e do fabrico das estruturas e equipamento submarino a ser utilizado na plataforma flutuante para processar gás natural a ser extraído no projecto Coral Sul, no norte de Moçambique, informou a empresa.

A plataforma flutuante será uma das únicas três existentes à escala mundial, indo ser instalada na zona sul do bloco Área 4, em águas profundas da bacia do Rovuma, sendo antecipado que a exploração do gás natural aí existente represente ajudar ao desenvolvimento da economia de Moçambique.

Descoberto pela ENI em 2012, o campo Coral contém cerca de 450 mil milhões de metros cúbicos (16 biliões de pés cúbicos) de gás natural, devendo no decurso da primeira fase, com início previsto para 2021, serem extraído e processados cinco biliões de pés cúbicos.

A plataforma flutuante tem uma capacidade de 3,4 milhões de toneladas por ano, indo a RINA Services garantir que todos os equipamentos irão funcionar correctamente, derivando o contracto do facto de uma estrutura deste tipo ir ser utilizada pela primeira vez por um grupo petrolífero italiano.

A plataforma, cuja construção foi adjudicada a um consórcio formado pela Samsung Heavy Industries, Technip de França e JGC do Japão, terá 439 metros de comprimento, 65 metros de largura, um calado de 38,5 metros e um peso de 210 mil toneladas. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH