Cabo Verde pretende receber 3 milhões de turistas até 2030

28 September 2017

Cabo Verde pretende estar a receber mais de três milhões de turistas até 2030, disse quarta-feira o director-geral do Turismo, para acrescentar ser necessário remover alguns obstáculos ligados ao preço dos transportes, qualidade das infra-estruturas, segurança e diversificação da oferta e dos mercados emissores.

A meta consta das Grandes Opções do Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável do Turismo até 2030, um documento elaborado pelo governo após a recolha de sugestões em várias mesas-redondas realizadas em quase todas as ilhas do país.

O director-geral do Turismo, Carlos Jorge Anjos, disse que o plano traça vários cenários para o sector nos próximos anos, mas acrescentou que o governo decidiu-se pelas medidas constantes do cenário optimista moderado, por ser considerado o mais provável.

Esse cenário prevê que o país esteja a receber 3,15 milhões de turistas até 2030, influxo que ditaria a necessidade de criar mais de 30 mil postos de trabalho e obter uma receita derivada da taxa turística no montante de 4400 milhões de escudos (cerca de 47 milhões de dólares).

O plano, apresentado por ocasião das comemorações do Dia Mundial do Turismo, prevê que naquela data as ilhas do Sal e da Boavista estejam a receber dois milhões de turistas e as outras ilhas os restantes 1,15 milhões.

Cabo Verde recebeu em 2016 cerca de 640 mil turistas, um crescimento homólogo de 15%, tendo o director-geral do Turismo informado que no primeiro semestre de 2017 foram quase 400 mil os turistas recebidos no arquipélago.

Por seu turno, o ministro da Economia e Emprego, José Gonçalves, garantiu que o país irá ultrapassar a fasquia de um milhão de turistas nos próximos anos, atendendo ao facto de os investimentos que estão a ser feitos garantirem a sustentabilidade para o sector, com o consequente aumento do número de turistas que anualmente procura Cabo Verde. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH