Grupo chinês State Power Investment Corp obtém concessão de central hidroeléctrica no Brasil

28 September 2017

O grupo estatal chinês State Power Investment Corp vai passar a operar a central hidroeléctrica de São Simão, a maior de um conjunto de quatro colocadas em leilão pelo governo federal do Brasil, com uma oferta de 7,18 mil milhões de reais (2,4 mil milhões de dólares), de acordo com informação oficial.

O governo federal obteve um encaixe de 12,1 mil milhões de reais com o leilão da concessão das quatro centrais hidroeléctricas até agora operadas pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), sendo os novos contractos válidos por um período de 30 anos.

O grupo francês Engie arrematou duas centrais, de Jaguara e de Miranda, indo para o efeito pagar 3,53 mil milhões de reais (1,1 mil milhões de dólares) e o grupo italiano Enel ganhou o leilão para a central de Volta Grande com uma oferta de 1,41 mil milhões de reais (440 milhões de dólares).

Gustavo Labanca, um quadro superior da Engie, revelou que o grupo deverá vir a emitir dívida no Brasil, nomeadamente com papel comercial, a fim de financiar o pagamento das licenças agora obtidas.

As quatro centrais hidroeléctricas têm uma capacidade de produção conjunta de 2922 megawatts.

Ainda na quarta-feira, 10 empresas brasileiras e sete estrangeiras pagaram um total de 1,2 mil milhões de dólares para prospectar e extrair petróleo e gás natural em 37 de 287 blocos levados a leilão pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

Um consórcio constituído pelos grupos norte-americano ExxonMobil e estatal brasileiro Petrobras obteve seis blocos na bacia de Campos, pelos quais pagou 425 milhões de dólares.

Outros grupos e empresas que obtiveram blocos incluem a empresa norte-americana Murphy Oil Corp e os grupos China National Offshore Oil Corporation, australiano Karoon e espanhol Repsol. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH