Moçambique contracta empresa francesa para fazer estudo sísmico do Delta do Zambeze

6 October 2017

A empresa francesa Compagnie Générale de Geophysique (CGG) vai proceder à escolha de dados geofísicos e geológicos do Delta do Zambeze, ao abrigo de um contracto adjudicado pelo Instituto Nacional dos Petróleos (INP) de Moçambique, escreveu o jornal Notícias, de Maputo.

Esta campanha de recolha de dados numa área de 40 mil quilómetros quadrados, ao abrigo do segundo concurso público lançado pelo INP, foi alvo de uma sessão de lançamento oficial realizada em Maputo, no decurso da qual foi anunciado que a CGG já mobilizou o navio para iniciar os trabalhos nos próximos dias.

O contracto assinado prevê que a CGG deverá disponibilizar ao INP dados que incluirão a migração de tempo de pressão e imagem de profundidade regional completa, processamento e interpretação de dados sísmicos, gravitacionais e magnéticos, integração de todos os poços disponíveis, infiltrações e dados geológicos e geração de novos estudos.

O INP anunciou em 2016 a realização de uma outra aquisição sísmica nos blocos de Angoche, visando determinar o potencial em hidrocarbonetos, que abrangeu uma área de 20 mil quilómetros quadrados, em que se encontram dois dos seis blocos que foram concessionados no âmbito do 5º concurso para a pesquisa e produção de petróleo em Moçambique. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH