Empresa de Angola estreia-se nas exportações com venda de fio de algodão a Portugal

10 October 2017

A têxtil angolana Alassola facturou meio milhão de dólares com a exportação para Portugal dos primeiros 15 contentores com 156 toneladas de fio de algodão, disse o presidente da empresa, o empresário Tambwe Mukaz.

O empresário disse no Lobito que a venda de fio a fábricas portuguesas de produtos têxteis vai permitir superar a falta de divisas em Angola para importar matéria-prima e garantir a produção sem interrupção.

Esta exportação de produtos têxteis para Portugal, a primeira vez que tal acontece em Angola desde a independência, deverá repetir-se dentro de quatro semanas, com o envio de mais contentores repletos de fio.

A Alassola está instalada no município de Benguela, no litoral centro de Angola, tendo resultado da recuperação da antiga África Têxtil, inaugurada em 1979 e que paralisou a actividade em 1998, tendo declarado falência em 2000.

Seguiu-se um processo de recuperação, ampliação e modernização da unidade, que se prolongou por cinco anos com um investimento de 450 milhões de dólares.

A unidade industrial está vocacionada para a produção de fios, tecidos, toalhas, lençóis e cobertores de cama, fronhas, toalhas de mesa, guardanapos e afins, está implantada numa área de 120 mil metros quadrados e construída de 70 mil metros quadrados, com 170 trabalhadores, cinco dos quais estrangeiros. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH