Importação chinesa de soja aumenta movimento portuário no Brasil

18 October 2017

A importação de soja pela China fez com que o porto de Paranaguá, no Estado brasileiro do Paraná, tenha batido o recorde de 8,5 milhões de toneladas registado em 2015 para 9,5 milhões de toneladas apenas nos primeiros nove meses de 2017, escreveu o jornal brasileiro Gazeta do Povo.

A Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar) calcula que 86% de toda a soja já exportada este ano a partir do porto de Paranaguá tenha tido como destino o mercado chinês.

“Apesar dos custos logísticos elevados, a produção brasileira é muito competitiva no mercado externo, motivo pelo qual os compradores chineses preferem o mercado brasileiro”, disse o presidente da Ocepar, José Roberto Ricken.

O Brasil foi entre os países exportadores o que mais aumentou a produção de soja, colhendo cerca de 18,2 milhões de toneladas a mais comparativamente à campanha anterior, surgindo os EUA em segundo lugar com um aumento de 10,4 milhões de toneladas.

O aumento dos embarques de soja em Paranaguá nos primeiros nove meses do ano foi o mais representativo entre os principais portos brasileiros que exportam soja, pois enquanto o porto paranaense cresceu 27%, os embarques de soja no porto de Santos aumentaram 11% e no porto de Rio Grande 8%.

O secretário estadual de Infra-estrutura e Logística, José Richa Filho, disse que os sucessivos recordes que o porto de Paranaguá está a registar são reflexo directo dos investimentos que foram e estão a ser efectuados na modernização da infra-estrutura, que desde 2011 já somam mais de 624 milhões de reais. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH