China Telecom propõe investimento de 20 mil milhões de reais no grupo brasileiro Oi

3 November 2017

O grupo China Telecom poderá vir a controlar mais de 70% do capital social do grupo brasileiro de telecomunicações Oi através da realização de um investimento até 20 mil milhões de reais (6,1 mil milhões de dólares), escreveu a imprensa brasileira citando o resultado de reuniões mantidas quarta-feira com entidades oficiais.

Nessas reuniões, com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e com a Advocacia-Geral da União (AGU), o grupo chinês mostrou interesse em investir no grupo brasileiro actualmente sob protecção judicial, tendo a ministra Grace Mendonça, da AGU, dito aos representantes do grupo chinês que vai analisar a proposta.

Nos dois encontros os representantes do grupo China Telecom afirmaram que o investimento a ser realizado está dependente de condições, nomeadamente a aprovação do plano de recuperação judicial da Oi (marcado para dia 10 de Novembro corrente), uma solução para a divida de 11 mil milhões de reais para com a Anatel e a definição prévia das alterações a serem introduzidas na Lei Geral de Telecomunicações (LGT).

A ministra Grace Mendonça, que recebeu do Presidente Michel Temer a missão de salvar a operadora da falência, está a tentar montar um plano de reestruturação que seja aprovado por accionistas e credores da companhia, que se encontra em recuperação judicial há pouco mais de um ano, com um passivo de 64,5 mil milhões de reais (19,7 mil milhões de dólares).

A Oi, o maior grupo de telecomunicações do Brasil, prestava serviços no final de 2016 a 63,6 milhões de clientes, sendo 39,9 milhões na telefonia móvel, 16,4 milhões na telefonia fixa, acesso à Internet e TV por assinatura e 6,6 milhões no segmento empresarial sendo ainda responsável por 700 mil telefones de utilização pública. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH