China Road and Bridge Corporation deverá aumentar preço de construção da ponte Maputo/Catembe

15 November 2017

Os atrasos que se verificam nas obras de construção da ponte Maputo/Catembe poderão forçar o empreiteiro, a empresa chinesa China Road and Bridge Corporation (CRBC), a rever em alta o custo do projecto, alertou o presidente da Empresa de Desenvolvimento de Maputo Sul.

Esta empresa foi criada em 2010 para promover a construção e gestão da ponte Maputo/Catembe e das estradas Maputo/Ponta do Ouro e Bela Vista/Boane, tendo em Dezembro de 2014 recebido a incumbência de promover e construir a estrada circular de Maputo.

O alerta foi apresentado por Silva Magaia no decurso de uma audição na Comissão da Agricultura, Economia e Ambiente da Assembleia da República, o parlamento moçambicano, convocada para apreciar uma carta submetida pelos vendedores de um mercado informal que se recusam a abandonar o local para dar lugar às obras, exigindo o pagamento de compensações avultadas.

Mesmo sem quantificar possíveis custos adicionais, Silva Magaia disse que o valor final da empreitada pode vir a aumentar com a necessidade de manutenção do estaleiro e equipamentos por mais tempo, pelos gastos de consumo de água, energia eléctrica e segurança para lá do prazo inicial.

O custo inicial deste projecto é de 785 milhões de dólares e inclui a ponte sobre a baía de Maputo, 187 quilómetros de estrada entre a cidade de Maputo e a Ponta do Ouro e ainda outros 63 quilómetros que ligam o distrito de Boane e Bela-Vista, a sede distrital de Matutuine, com cinco pontes que atravessam rios e três viadutos.

“Esperava-se que os trabalhos ficassem concluídos em Dezembro mas, face aos atrasos, foi refeito o calendário e ainda não temos certezas do novo prazo, mas sabemos que vamos trabalhar até os primeiros meses de 2018”, garantiu Silva Magaia. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH