Entrada de Cabo Verde no capital social da Binter deverá acontecer até Junho de 2018

15 November 2017

O prazo para a entrada do Estado no capital social da companhia de aviação Binter Cabo Verde termina em Junho de 2018, disse recentemente o ministro da Economia e Emprego cabo-verdiano, José Gonçalves, que adiantou estar o processo a correr os seus trâmites.

“O acordo com a Binter, através dos memorandos já assinados, prevê que o processo de aquisição de 19% fique concluído na data que mencionei, havendo uma parcela, que é a compensação ao Estado de Cabo Verde pela cedência do mercado (30%), que pode ficar concluída até ao final do ano”, disse ainda o ministro, citado pela imprensa local.

A companhia Binter Cabo Verde, subsidiária da Binter Canárias, realiza deste 12 de Novembro de 2016 voos entre as ilhas cabo-verdianas e desde Agosto assegura a exclusividade das ligações aéreas no arquipélago, após a companhia aérea pública Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV) ter deixado de operar no mercado interno.

A Binter Cabo Verde iniciou a exclusividade dos voos ao abrigo de uma parceria que prevê a entrada do Estado cabo-verdiano na companhia com a aquisição de 49% do capital social, tendo o primeiro-ministro informado em Maio passado que o custo para os cofres públicos ascenderá a 1,1 milhões de euros.

A companhia aérea, que em Dezembro de 2016 aumentou o capital social para 664,41 milhões de escudos cabo-verdianos, é uma sociedade anónima unipessoal de direito cabo-verdiano que tem como accionista único a empresa Apoyo Y Logistica Industrial Canária, Sociedade Limitada. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH