Fábrica de cimento do China International Fund em Angola retoma produção

16 November 2017

A fábrica do China International Fund (CIF), localizada no Bom Jesus, arredores de Luanda, já retomou a produção de cimento, após quatro meses de paralisação, em consequência da falta de combustível para produzir clínquer, noticiou a imprensa angolana.

Com o reinício da produção da CIF, uma fábrica com capacidade de produção anual de 3,6 milhões toneladas de cimento, a maior do país, o mercado recomeça a receber cimento a partir de Dezembro, já que neste momento a unidade fabril está a trabalhar apenas para repor “stocks.”

A Fábrica de Cimento do Kwanza Sul (FCKS), com capacidade instalada de 1,5 milhões de toneladas de cimento por ano, está neste momento na fase de contratação de pessoal, nomeadamente dos trabalhadores estrangeiros, para que a produção possa ser retomada no final do ano, princípio do próximo.

A FCKS, que iniciou a sua actividade em 2014, paralisou a sua actividade no dia 1 deste mês Novembro, por falta de combustível, que tinha como fornecedor a concorrente Nova Cimangola.

Na sequência da paralisação tanto desta fábrica como do Bom Jesus, as duas empresas passaram a abastecer-se de combustível directamente na Refinaria de Luanda, uma decisão tomada na sequência de reuniões com o governo.

Com o funcionamento pleno das fábricas da CIF, Nova Cimangola, FCKS (Cuanza Sul), Secil e Cimenforte (Benguela), Angola regressa a uma produção de 8,6 milhões de toneladas por ano, voltando a ser auto-suficiente em cimento. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH