China oferece autocarros de passageiros a Moçambique

24 November 2017

Os 80 autocarros de passageiros doados pela República Popular da China a Moçambique serão colocados ao serviço a curto prazo nas cidades com maiores necessidades em termos de transporte urbano, disse recentemente o ministro dos Transportes e Comunicações.

O ministro Carlos Mesquita disse ainda que “a chegada dos 80 autocarros vai contribuir para ajudar a solucionar a falta de transporte público urbano de passageiros que aflige os nossos cidadãos.”

Carlos Mesquita mostrou-se preocupado com a questão da durabilidade dos autocarros, tendo, por isso, defendido a necessidade de o reforço da frota ser acompanhado por medidas rigorosas de manutenção e reparação dos meios para permitir que estes durem o tempo de vida concebido pelo fabricante.

Para isso, disse o ministro, “estamos a concluir um programa de reorganização da gestão oficinal, que consistirá na fusão dos serviços de manutenção das empresas municipais de transporte de Maputo e Matola, integrando a exploração e rentabilização da Oficina de Reparação e Manutenção de Autocarros da Matola.”

O embaixador da China em Moçambique, Su Jian, referiu por seu turno que a doação dos autocarros visa responder à procura cada vez maior de transporte público nas cidades de Maputo, Matola e áreas adjacentes, impulsionada pelo desenvolvimento urbano.

“Pretendemos ajudar o governo de Moçambique a melhorar os serviços de transporte, através de meios eficientes, confortáveis e que, acima de tudo, ofereçam segurança aos cidadãos”, acrescentou o diplomata, citado pela imprensa moçambicana.

Além da doação dos autocarros, a República Popular da China vai oferecer peças e acessórios, bem como formar os motoristas e técnicos moçambicanos que vão garantir, respectivamente, a operação e manutenção dos veículos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH