Sonangol selecciona parceiro para nova refinaria em Angola até Março

27 November 2017

A Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) pretende seleccionar até Março próximo um parceiro internacional para construir uma nova refinaria e reduzir as importações de produtos refinados, anunciou em Pretória o presidente do conselho de administração da empresa.

Carlos Saturnino, que acompanhou o Presidente João Lourenço na visita de Estado que efectuou à África do Sul, disse num encontro com empresários sul-africanos que os interessados podem apresentar propostas até Dezembro próximo.

“Durante o primeiro trimestre de 2018 [a empresa vai] selecionar e tomar a decisão, com quem discutir, com quem negociar e com quem trabalhar para a construção de uma refinaria de grande dimensão”, disse, citado pela imprensa angolana.

O novo Presidente angolano tinha advertido a nova administração da Sonangol para a necessidade de construir uma refinaria em Angola, para reduzir as importações de combustíveis, depois da suspensão do projecto para o Lobito pela anterior direcção de Isabel dos Santos.

“Não faz sentido que um país produtor de petróleo, com os níveis de produção que tem actualmente e que teve no passado, continue a viver quase que exclusivamente da importação dos produtos refinados”, apontou.

A Sonangol mantém em actividade a refinaria de Luanda, inaugurada em Maio de 1958 e uma capacidade nominal instalada de 65 mil barris por dia e que produz apenas 20% dos combustíveis consumidos por Angola. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH