Taxas de juro bancárias em Moçambique impedem desenvolvimento das PME

29 November 2017

O ministro da Economia e Finanças de Moçambique, Adriano Maleiane, afirmou ser impossível desenvolver as pequenas e médias empresas do país com o nível actual das taxas de juro praticadas pelo sector bancário, de acordo com o matutino Notícias, de Maputo.

O ministro, que falava por ocasião do lançamento do 13.º estudo sobre o sector bancário em Moçambique, solicitou aos banqueiros presentes no encontro que sejam mais transparentes na fixação das taxas de juro e que divulguem a informação de que aquelas podem ser negociadas.

Maleiane alertou igualmente para o facto de o nível actual das taxas de juro, a rondar 30%, ter potencial para gerar imparidades nos balanços dos bancos, “o que pode vir a pôr em casa o sistema no seu todo.”

“Quanto maiores as imparidades de um banco maiores as provisões que vão ter de ser constituídas, causando uma redução nos capitais próprios”, disse o ministro, para adiantar estar convicto de que aquilo que os bancos querem é ter clientes que amortizem os respectivos créditos.

Adriano Maleiane garantiu que o governo vai continuar a gerir a política fiscal de forma que não prejudique a estabilidade macroeconómica que se pretende para que as taxas de juro possam rapidamente cair e procurar, em simultâneo, dinamizar o mercado de capitais.

O ministro mencionou ainda ir discutir com o Banco de Moçambique a possibilidade da emissão e negociação de Bilhetes do Tesouro (títulos de dívida com um prazo máximo de um ano) poder ser transferida do banco central para a Bolsa de Valores de Moçambique.

Dados divulgados no decurso deste encontro indicam que o crédito à economia concedido em 2016 caiu 25% comparativamente com 2015 e que o crédito malparado cresceu no mesmo período cerca de 66%.

O Banco Comercial e de Investimentos passou a ser o maior em termos do somatório de activos, crédito e depósitos, ultrapassando o Millennium bim, surgindo em terceiro e quarto lugares o Standard Bank e o Barclays Mozambique.

O Millennium bim manteve-se como o banco mais rentável em Moçambique. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH