Grupo chinês Hunan Dakang International Food & Agriculture procura expandir-se no Brasil

30 November 2017

O grupo chinês Hunan Dakang International Food & Agriculture Co Ltd pretende expandir a actividade no Brasil com a entrada no negócio da produção de carne, particularmente após ter comprado participações de controlo em duas empresas brasileiras de comercialização de cereais e leguminosas, disse o presidente executivo do grupo, Ge Junjie.

O grupo comprou uma participação de 57% da empresa de comercialização Fiagril Participações em 2016 e já este ano adquiriu uma participação de 53,99% do capital social da Belagrícola, Comércio e Representações de Produtos Agrícolas, empresa especializada na venda de meios de produção para o sector agrícola.

Com estas aquisições, o grupo passou a dispor de capacidade para movimentar cinco milhões de toneladas de cereais e leguminosas por ano, localizando-se os dois negócios nos principais Estados produtores do Brasil, o Paraná e o Mato Grosso.

Ge Junjie adiantou à agência financeira Reuters que em primeiro lugar está a integração das duas empresas nos negócios do grupo, “processo que deverá demorar três anos”, “posto o que estamos interessados em acordos na produção de carne de vaca.”

O grupo procurará nessa altura adquirir matadouros/entrepostos frigoríficos já autorizados a exportar carne para a China, adiantou o presidente executivo do grupo Hunan Dakang International Food & Agriculture Co Ltd.

No mercado brasileiro, o grupo pretende aumentar de cinco milhões para 10 milhões de toneladas no imediato e para 20 milhões de toneladas em 2021 a capacidade de comercialização de soja, a fim de a exportar para a China, bem como aumentar a venda de pesticidas e outros produtos para agricultores. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH