Recredit pretende solucionar maior parte do crédito malparado em Angola este ano

5 December 2017

A Recredit, a empresa criada para gerir crédito malparado da banca angolana, pretende deixar resolvido ainda este ano cerca de três quartos dos empréstimos bancários vencidos a mais de 90 dias, disse o presidente do Conselho de Administração, Venâncio Leitão, em declarações ao jornal angolano Valor Económico.

Números divulgados pela empresa indicam que estão por resolver do total de crédito malparado cerca de 300 mil milhões de kwanzas (1517 milhões de dólares), três quartos dos quais ou 225 mil milhões de kwanzas (1138 milhões de dólares) têm previsão de resolução antes de 31 de Dezembro.

O valor total do malparado do sistema bancário angolano sob a gestão da Recredit estava avaliado, inicialmente, em 500 mil milhões de kwanzas (cerca de 2528 milhões de dólares), 200 mil milhões de kwanzas dos quais já estão resolvidos.

Venâncio Leitão disse que a actuação da Recredit passa por ajudar o sistema bancário a acabar com os activos prejudiciais nos bancos, a fim de permitir que as instituições financeiras possam cumprir o seu verdadeiro papel, uma vez limpos os balanços.

Constituída em Maio de 2017 pelo governo, com uma capitalização equivalente em dólares a dois mil milhões, a Recredit definiu, como estratégia inicial, a renegociação da dívida junto dos bancos ou particulares individuais com os quais tenha acordo de compra do malparado, desde o valor em dívida às modalidades de liquidação.

“Até agora, já resolvemos processos na ordem dos 200 mil milhões de kwanzas, também com origem no Banco de Poupança e Crédito e noutros bancos”, reiterou o responsável da instituição financeira que segue o critério da “avaliação rigorosa, do valor efectivo dos processos”, na resolução de dívidas.

Além das empresas também os particulares também têm a possibilidade de, junto da Recredit, renegociar empréstimos que não conseguem ressarcir, havendo até à data, de acordo com Venâncio Leitão, em apreciação cerca de 12 processos de clientes particulares.  (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH