Défice orçamental de Angola deverá rondar 6,5% no período 2017/2022, EIU

7 December 2017

O défice orçamental de Angola deverá oscilar entre um máximo de 7,2% do Produto Interno Bruto em 2020 e um mínimo de 6,1% em 2018 e 2022, de acordo com as previsões constantes no mais recente relatório da Economist Intelligence Unit (EIU) sobre o país.

Apresentando alterações ligeiras relativamente ao relatório produzido em Novembro, este novo documento, que abrange igualmente o período de 2017 a 2022, prevê que o crescimento económico oscile na cada dos 2,0% sendo a excepção a previsão para 2022 com uma taxa de 3,0%.

“O crescimento económico no período em análise será de apenas 2,6% em média, número que compara com a taxa média de 4,7% registada entre 2011 e 2015, atendendo que a economia será fundamentalmente suportada pelo sector petrolífero, atendendo aos esforços de pequena dimensão na diversificação do tecido económico”, escrevem os analistas da EIU.

O documento acrescenta que embora a taxa de inflação deva reduzir-se face ao pico registado em 2016, deverá permanecer elevada devido à continuada desvalorização da moeda nacional, prevendo os analistas que se situe este ano 29,9%, para começar a reduzir-se a partir de 2018 e atingir um valor de 9,1% em 2022.

De recordar que no início de Dezembro corrente a Comissão de Política Monetária do Banco Nacional de Angola agravou em dois pontos percentuais, de 16% para 18%, a taxa de juro de referência do mercado, uma decisão que visa travar o aumento dos preços no consumidor no país.

A EIU afirma no relatório agora divulgado que a moeda angolana continuará a desvalorizar-se, fazendo com que a taxa de câmbio do kwanza face ao dólar passe do valor oficial actual de 166,5 kwanzas para 211,5 kwanzas no final do período analisado.

O documento acrescenta que devido à falta de dólares no mercado, com o Banco Nacional de Angola a vender apenas euros resultado da inexistência de bancos correspondentes na moeda americana, o diferencial para o mercado paralelo manter-se-á elevado. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH