Empresas chinesas compram grafite em Moçambique

11 December 2017

A Syrah Resources vai fornecer à empresa chinesa Zhanjiang Juxin New Energy Materials 20 mil toneladas de grafite a ser extraída na concessão de Balama, província de Cabo Delgado, Moçambique, em 2018, informou a empresa mineira australiana em comunicado ao mercado.

A empresa australiana adiantou que, além da quantidade em toneladas a ser fornecida à Zhanjiang Juxin New Energy Materials Co. Ltd, os restantes elementos do contracto são confidenciais.

A empresa chinesa, constituída em 2006, tem sede na província de Guangdong, tendo-se especializado na produção de grafite esférica e materiais para a produção de ânodos para baterias de iões de lítio, vendendo os seus produtos no mercado doméstico e no estrangeiro.

Shaun Verner, director executivo da Syrah Resources, afirma no comunicado que a concessão de Balama é o único grande projecto de grafite actualmente em operação com uma produção prevista para 2018 de 160 mil a 180 mil toneladas, o que coloca a empresa numa posição forte para responder à procura crescente nos mercados de veículos eléctricos e armazenamento de energia.

A Syrah Resources anunciou em Setembro passado ter assinado um contracto para fornecer 30 mil toneladas de grafite à Jixi BTR Graphite Industrial, subsidiária do grupo chinês com sede em Shenzhen BTR New Energy Materials.

A concessão de Balama, província de Cabo Delgado, fica a cerca de 200 quilómetros a ocidente da cidade portuária de Pemba, dispondo de reservas provadas e prováveis de 81,4 milhões de toneladas, com um conteúdo de grafite de 13,2 milhões de toneladas. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH