Grupo do Gana investe em Cabo Verde na produção de tomate

12 December 2017

O grupo Trasacco, com sede no Gana, obteve uma parcela de terreno no norte da ilha do Sal, em Cabo Verde, para a instalação de uma unidade de produção de tomate, tendo o respectivo contracto sido assinado segunda-feira na Praia pelo director executivo da empresa FOISal, Ronald Quist e pelo ministro da Economia e Emprego, José Gonçalves, informou a agência noticiosa Inforpress.

“Prevê-se um investimento de aproximadamente 140 milhões de euros, a contratação de 3600 trabalhadores, habitação para a maioria deles, exportação de cerca de 150 mil toneladas de tomate por ano, com valor aproximado de 300 milhões de euros”, disse Ronald Quist.

Quist adiantou que decorre desde Maio último um ensaio num hectare de terreno com três ciclos de produção para estudar os requisitos técnicos para a obtenção de plantas de tomate de alto rendimento e acompanhamento e controlo de eventuais infestações de insectos, fungos e pragas.

A área será posteriormente alargada para seis hectares para obter certificação de produto orgânico e iniciar a exportação, adiantou o responsável, sem avançar metas para o início das exportações.

Numa segunda fase, acrescentou, far-se-á “o desenvolvimento rápido de mais de 100 hectares” e, na terceira fase, será feita a expansão do projecto para uma área plantada até 1100 hectares, com uma taxa de expansão de plantio de 200 hectares por ano. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH