Governo de Cabo Verde entrega no parlamento programa quinquenal de desenvolvimento

14 December 2017

A proposta do Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável 2017/2021 (PEDS), que o governo de Cabo Verde entregou quarta-feira ao presidente da Assembleia Nacional, o parlamento do país, pretende criar as condições para que seja a iniciativa privada a liderar o processo de desenvolvimento, disse o ministro das Finanças, citado pela imprensa local.

O PEDS, alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para 2030 das Nações Unidas e que materializa o programa do governo para a legislatura, visa igualmente fazer com que a meta de uma taxa de crescimento económico de 7% seja possível de alcançar até ao final da presente legislatura, com o ministro Olavo Correia a afirmar que para que isso aconteça “todos devem contribuir.”

“Isso é possível com o sector privado. Não será o Estado o agente principal. O Estado lidera. É preciso que tenhamos um ambiente de negócios, um clima propício à atração de investimentos privados, nacionais e estrangeiros, para concretizar essa visão”, reforçou o ministro, pedindo uma “visão colectiva e partilhada” para desenvolver o país.

O Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável é um aglomerado de programas sectoriais e de políticas macroeconómicas, estruturais e sociais do país para os próximos cinco anos, que tem como objectivo central promover o desenvolvimento sustentável de Cabo Verde.

As metas traçadas e que constam do Programa do Governo incluem um crescimento económico de 7%, a redução da taxa de desemprego de 15 para 9%, o aumento do PIB per capita em paridades de poder de compra de 6744 dólares para 8864 dólares em 2021, o aumento do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), a redução o Coeficiente de Gini com vista à diminuição das desigualdades e a redução da pobreza de uma taxa e 35% para 28,2%. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH