Banco central revê em alta previsões de crescimento económico de Portugal para 2017/2020

18 December 2017

O Banco de Portugal reviu em alta as previsões de crescimento económico do país no período de 2017 a 2020 publicadas nos Boletins Económicos de Junho e Outubro, informou o banco central ao ter divulgado sexta-feira o Boletim Económico de Dezembro.

As novas previsões indicam que a economia portuguesa deverá registar taxas de crescimento de 2,6% em 2017, de 2,3% em 2018, 1,9% em 2019 e 1,7% em 2020.

A expansão projectada para a economia portuguesa tem subjacente uma recomposição da procura global orientada para um crescimento mais sustentável, assente no dinamismo das exportações e do investimento e num enquadramento internacional favorável, pode ler-se no documento.

O banco central antecipa que as exportações, depois de irem registar um crescimento de 7,7% em 2017, deverão crescer 6,5% em 2018, 5,0% em 2019 e 4,1% em 2020, com as exportações de turismo a manterem uma taxa de crescimento superior à das exportações totais.

A componente mais dinâmica da procura global deverá ser a Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), reflectindo em particular a evolução do investimento empresarial, antecipando o banco central que depois de um aumento de 8,3% em 2017, deverá crescer 6% em 2018 e em 2019 e 5,4% em 2020.

O consumo privado deverá manter um crescimento inferior ao da actividade, com aumentos de cerca de 2,1% em 2017 e 2018, e em torno de 1,8% em 2019 e 2020, evolução que está em linha com a do rendimento disponível real e deverá traduzir-se numa taxa de poupança globalmente estável ao longo do horizonte de previsão. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH