Activos do Fundo NovEnergia vão ser vendidos a investidor da China

6 February 2018

O Fundo NovEnergia, que tem como accionistas as fundações Gulbenkian e Oriente, entre outras entidades, vai ser extinto e os activos vão ser vendidos a um investidor chinês cuja identidade não foi revelada, escreveu recentemente o jornal português Público.

A liquidação do fundo deverá ocorrer este ano e, com isso, a SGPS NovEnergia, que concentra a carteira de projectos de renováveis (incluindo a Generg, SGPS) passará a ser directamente controlada pelo novo investidor.

O jornal adiantou que o processo deverá ficar concluído em Setembro, após as autorizações das entidades reguladoras, estando previsto que, caso seja aprovada, tenha lugar a compra de uma parcela inicial de 65% e os restantes 35% dois mais tarde.

O fundo de capital de risco foi lançado em 2001 com uma base de subscritores portugueses, mas se alguns, como o Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social e a Fundação Luso-americana para o Desenvolvimento, optaram por desistir do investimento, outros, como a Fundação Oriente e a Fundação Gulbenkian, mantiveram-no até hoje (transitando do primeiro veículo, o Fundo NovEnergia 2010, para o Fundo NovEnergia II, que manteve os activos do primeiro e foi ampliando a carteira).

Há pelo menos dois anos que a Fundação Gulbenkian – que anunciou a venda da petrolífera Partex a outro investidor chinês – vinha sinalizando a intenção de desinvestir no NovEnergia e já este ano, numa entrevista publicada no Dinheiro Vivo, Carlos Monjardino, presidente da Fundação Oriente, admitia que os activos seriam vendidos a um investidor chinês.

O Fundo NoEnergia tem investimentos em parques solares e eólicos em diversos países, casos da Itália, França, Polónia, Espanha, Hungria e Bulgária, bem como em Portugal, onde a Generg, ao lado da EDP – Energias de Portugal, da espanhola Endesa e do fabricante alemão de turbinas Enercon, participou no projecto que permitiu a construção de 1335 megawatts de potência eólica instalada no país. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH