Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca produz energia eléctrica para milhões de angolanos

6 February 2018

A entrada em funcionamento do segundo grupo gerador do Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca, no rio Cuanza, em Angola, garantiu cerca de metade do fornecimento de energia hídrica do Sistema Eléctrico Norte e permitiu que cerca de quatro milhões de pessoas tenham passado a ter acesso a energia eléctrica, escreveu o Jornal de Angola.

A produção de energia atingiu durante a quadra festiva de 2017 um recorde de 372 250 megawatts hora, um aumento de 4,7% relativamente ao anterior recorde registado em Novembro, tendo o índice de disponibilidade das turbinas atingido um valor igualmente recorde de 99,63%.

A operação e manutenção do empreendimento hidroeléctrico é assegurada por técnicos da Empresa Pública de Produção de Electricidade (Prodel) que receberam formação especializada, indo o empreiteiro, o grupo brasileiro Odebrecht, participar igualmente nessa tarefa ao longo dos próximos três anos.

O Aproveitamento Hidroelétrico de Laúca é uma obra pública sob a responsabilidade do Gabinete de Aproveitamento do Médio Cuanza e fica localizado ao quilómetro 307,5 do rio Cuanza, a cerca de 47 quilómetros a jusante de Aproveitamento Hidroeléctrico de Capanda.

Tido como a maior obra de engenharia civil de sempre em Angola e a segunda maior barragem em África, Laúca servirá para abastecer oito milhões de pessoas, chegando em 2018 a províncias do centro do país como o Huambo e Bié.

A obra obteve financiamento de uma linha de crédito concedida pelo Brasil, movimentou, nas suas várias fases, cerca de 13 mil trabalhadores e iniciou-se em 2012 tendo como empreiteiro o grupo brasileiro Odebrecht. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH