Grupo chinês Goldwind obtém primeiro contrato no Brasil

15 March 2018

O grupo Goldwind, um dos maiores produtores mundiais de turbinas para produção de energia eólica, obteve o seu primeiro contrato no Brasil, disse o gerente-geral do grupo chinês para a América do Sul, Liang Xuan.

“O primeiro contrato já foi assinado e a primeira turbina chegou ao Brasil recentemente”, disse Liang Xuan à agência Reuters, escusando-se a revelar o valor do contrato e a identificar a empresa ou entidade que encomendou o equipamento.

O negócio marca a entrada do grupo chinês na maior economia da América Latina, que fechou 2017 como o oitavo país em capacidade instalada em parques eólicos no mundo, depois de um crescimento exponencial na última década.

O grupo chinês será um produtor adicional de turbinas para produção de energia eólica a operar no mercado do Brasil, onde já se encontram a empresa dinamarquesa Vestas, consórcios de empresas alemães e espanholas, como a Siemens Gamesa Renewable Energy e a Nordex Acciona, a alemã Enercon e a brasileira WEG.

A Reuters escreveu que o grupo chinês há três anos que estava a analisar o mercado brasileiro, tendo em 2017 chegado a avaliar a possível aquisição de projectos eólicos a fim de utilizar as turbinas por si produzidas e participado em leilões promovidos pelo governo brasileiro para a compra de energia eléctrica. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH