Macau é uma porta aberta para a China interior, afirma presidente do IPIM

16 March 2018

Macau representa uma importante “porta aberta” para a China interior, com uma relação estreita com a Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau e o Pan-delta do Rio das Pérolas, disse o presidente do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau num encontro ocorrido em Frankfurt, Alemanha.

Jackson Chang acrescentou que a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma afirmou que a construção da Grande Baía e a consequente criação de uma aglomeração urbana de classe mundial permitiria criar sinergias na situação geral de desenvolvimento do país e, consequentemente, permitiria às associações comerciais e às empresas da Alemanha expandir as oportunidades de negócio no enorme mercado da China interior, através de Macau como uma plataforma.

O presidente do IPIM usava da palavra num encontro organizado em parceria com a Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental de Macau, em conjunto com a Hessen Trade and Invest GmbH, com o apoio da Câmara de Comércio e Indústria de Frankfurt e da subsidiária em Frankfurt do Banco da China, que contou com a presença de cerca de 80 representantes do governo local e de empresas do sector da protecção ambiental.

Esta visita de intercâmbio de uma delegação da região do Pan-Delta do Rio das Pérolas a Portugal e à Alemanha, iniciada a 11 de Março e que decorre até dia 19, uma iniciativa do governo de Macau, visa dar início ao projecto “Visita Verde”, que permitirá aos governos das províncias e regiões do Pan-Delta do Rio das Pérolas e às empresas do sector da protecção ambiental fomentar a sua rede de ligações com os países de língua portuguesa e da Europa.

Durante a estadia nesses países, a delegação será recebida por associações e serviços públicos ligados à área e estão agendadas visitas a empresas que usam tecnologias avançadas no combate à poluição do ar, da água e dos solos, assim como a companhias que fazem tratamento de resíduos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH