Investimentos da China no Brasil atingiram 349 milhões de dólares em Janeiro e Fevereiro

21 March 2018

A China investiu no Brasil durante os primeiros dois meses de 2018 em três grandes projectos nos sectores de serviços financeiros, tecnologia da informação e comércio num total superior a US$ 349 milhões, segundo revela o “Boletim Bimestral sobre Investimentos Chineses no Brasil” publicado pela Secretaria de Assuntos Internacionais (Seain) do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão do Brasil.

Entre os três negócios anunciados está a compra da empresa de São Paulo “99 táxis” pela DiDi Changing, no valor de US$297 milhões e a compra de 80 por cento da corretora Guide Investments, pela Fosun Group, num investimento de US$ 52 milhões.

Também a SZ DJI Technology, com sede em Shenzhen, responsável por 70 por cento  das vendas mundiais de drones, abriu no início do ano no Rio de Janeiro uma loja mas o valor do investimento não foi divulgado.

Ao nível das intenções de investimento o boletim refere que em Janeiro representantes chineses da empresa Zhuhai Yuren Agricutural visitaram nove municípios do Estado do Mato Grosso para conhecer as suas potencialidades e discutir a possibilidade de instalação de uma fábrica de drones para uso na agricultura. O investimento é de US$ 22 milhões.

Ainda em Janeiro a CPFL Energia anunciou que vai focar seus esforços no desenvolvimento de novos negócios e na compra de activos no sector eléctrico. A previsão é de investimentos de 10 mil milhões de reais nos próximos cinco anos. Também em Janeiro a empresa  chinesa BBCA anunciou que vai retomar as obras para processamento de milho, em Maracaju, no Mato Grosso do Sul num investimento de mil milhões de reais.

No que toca aos investimentos anunciados em Fevereiro o boletim da Seain  revela que três empresas chinesas e a Bahia Mineração (Bamin) vão assinar uma “joint-venture” para intervir nas obras de construção do  Porto Sul. Também em Fevereiro o grupo chinês CEE Power anunciou intenção de expandir a  sua actividade no sector eléctrico do Brasil, onde possui desde 2016 uma concessão para construir um lote de linhas de transmissão.

Os investimentos confirmados entre 2003 e Fevereiro de 2018  atingiram o montante de US$ 54,1 mil milhões.

A maior parte dos investimentos foram realizados por empresas de capital público, como Wisco, China Three Gorges e State Grid.(Macauhub)

MACAUHUB FRENCH