Moçambique espera que economia cresça 8 a 10 por cento ao ano a partir de 2023

22 March 2018

Moçambique espera que a sua economia cresça entre 8 a 10 por cento ao ano a partir de 2023, quando se iniciar a exportação de gás natural liquefeito na Bacia do Rovuma, segundo informação prestada quarta-feira, em Londres.

“O projecto Coral (Área 04) deverá começar a produzir gás natural líquido a partir de 2022” e prevê-se que o crescimento anual do produto interno bruto (PIB) “atinja o intervalo de 8 por cento a 10 por cento em 2023, contra 3,4 por cento, em média, em 2016-2022”, lê-se na apresentação feita pelo Governo.

O ministro da Economia e Finanças de Moçambique, Adriano Maleiane, reuniu-se hoje com credores para estudar a reestruturação da dívida pública e os dados fizeram parte da projeção macroeconómica.

Governo aponta ainda para um crescimento do PIB de 9,9 por cento em 2023, mantendo-se sempre acima de 7 por cento até 2027.

O governo aponta que até 2022 o crédito concedido à economia, em média, não cresça mais que 2,5 por cento – contra 24 por cento no período 2012-2015.

O governo prevê ainda alcançar um saldo primário – saldo orçamental, descontando gastos com juros – de zero em 2022, sendo que foi de -4,5 por cento em 2017. (Macauhub)

 

MACAUHUB FRENCH