Angola pretende parcerias público-privadas no sector dos transportes

27 March 2018

O governo de Angola vai promover a constituição de parcerias público-privadas no sector marítimo, portuário e ferroviário, anunciou segunda-feira, em Luanda, o ministro dos Transportes, ao discursar na abertura de um encontro sobre o plano director nacional do sector dos transportes.

O ministro Augusto da Silva Tomás qualificou de importante elaborar uma estratégia específica para o transporte marítimo de cabotagem e fluvial de passageiros e carga, a nível do país, assente num plano de negócios e numa perspectiva de redução das assimetrias regionais, melhoria da mobilidade e do aumento do rendimento das populações rurais ribeirinhas, envolvendo na sua execução entidades privadas com tecnologia, recursos e capacidade.

Citou a construção do novo Aeroporto Internacional de Luanda (NAIL) e dos aeroportos do Cuito – Bié (Joaquim Kapanga) e de Cabinda (Maria Mambo Café), o lançamento do concurso público para a construção do aeroporto de M’banza Congo, a conclusão da recuperação e modernização do caminho-de-ferro de Benguela e a execução do projecto da ligação desta linha ferroviária com a Zâmbia, a partir da província do Moxico.

O ministro, citado pela agência noticiosa Angop, disse que em relação ao Aeroporto Internacional de Luanda é necessário actualizar e tornar operacional o plano de negócios e de promoção, visando a sua utilização como uma plataforma entre a América Latina e a Ásia e da distribuição de tráfego da Europa para os países vizinhos, particularmente da África Austral.

O ministro quer igualmente preparar o projecto executivo da rede prioritária sobre a interligação das linhas de caminhos-de-ferro de Benguela e de Moçâmedes entre si e com os países vizinhos, com o objectivo de criar uma rede integrada ferroviária que fomente a mobilidade de pessoas e bens a nível nacional e com os países vizinhos, com maior segurança e a custos mais baixos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH