Economia de Macau deverá crescer a uma média de 4,9% em 2018/2019

27 March 2018

A economia de Macau deverá expandir-se a uma média de 4,9% ao ano em 2018/2019, apoiada pela retoma do sector dos jogos de fortuna e azar, prevê a Economist Intelligence Unit (EIU) no seu mais recente relatório sobre o território, em que afirma igualmente que os esforços do governo no sentido de diversificar a economia deverão ter um êxito muito limitado.

A formação bruta de capital fixo ou investimento será globalmente apoiada pela despesa pública em habitação e transportes, numa altura em que os investidores particulares, particularmente as sociedades concessionárias do jogo estão a reduzir ou a limitar os seus investimentos na sequência da conclusão dos projectos de novos empreendimentos hoteleiros/jogo.

Nos dois anos em análise irão abrir o Morpheus Hotel, operado pela sociedade com sede em Hong Kong Melco Resorts, e o Grande Lisboa Palace, operado pela Sociedade de Turismo e Diversões de Macau (STDM).

Embora o documento mencione o facto de a Galaxy Macau, da sociedade com sede em Hong Kong Galaxy Entertainment, ir investir 50 mil milhões de dólares de Hong Kong (cerca de 6,4 mil milhões de dólares) na expansão do seu empreendimento no Cotai, adianta que o investimento a ser realizado em 2018/2019 será significativamente inferior ao contabilizado em anos anteriores.

O investimento será apoiado pela despesa pública, nomeadamente com a construção de novos projectos de habitação social, o hospital das ilhas, que irá prestar serviços de saúde aos moradores nas ilhas de Coloane e da Taipa, bem como da rede de metro ligeiro de Macau, até à data apenas em construção na ilha da Taipa.

A EIU prevê igualmente que embora os esforços públicos no sentido de diversificar a economia venham a dar resultados magros, os operadores dos casinos deverão investir “fortemente” na oferta turística não directamente relacionada com o jogo, alargando dessa forma a gama de actividades de lazer disponíveis para os locais e para os visitantes.

A média de 4,9% ao ano para 2018/2019 pode ser desagregada numa taxa de crescimento económico de 5,8% este ano e de 3,9% em 2019, período de tempo em que a taxa de inflação andará na casa de 2,0% (2,2% este ano e 2,9% em 2019) e o saldo positivo da execução orçamental será de apenas um dígito, com uma taxa de 8,1% em 2018 e 7,2% em 2019.

O relatório elaborado pela EIU adianta que o crescimento robusto do sector do jogo em 2018/2019 vai apoiar o emprego e o aumento dos salários no território, favorecendo por seu turno o aumento da despesa das famílias, que deverá crescer a uma média anual de 5,2% ao ano. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH