Governador do Banco Nacional de Angola afirma que depreciação da moeda nacional vai abrandar

28 March 2018

A depreciação do kwanza face às principais divisas, como o dólar e o euro, tenderá a reduzir-se de uma forma progressiva, disse o governador do Banco Nacional de Angola (BNA), em entrevista ao jornal angolano O País publicada na edição de terça-feira.

“Tal acontecerá à medida que o mercado sentir os efeitos de uma política monetária restritiva e ganhar maior capacidade de previsão e acesso ao mercado cambial, incluindo para operações particulares”, disse ainda José de Lima Massano.

O governador disse também ser possível antecipar a depreciação continuada do kwanza, embora a uma velocidade mais reduzida, atendendo ao desequilíbrio que ainda existe em Angola entre a oferta e a procura de moeda estrangeira.

O kwanza, a moeda oficial de Angola, já sofreu uma depreciação de 30% desde que o BNA introduziu o novo regime cambial, a 10 de Janeiro deste ano, tendo o Fundo Monetário Internacional sinalizado como positivo que este movimento tenha sido acompanhado por uma descida da inflação.

José de Lima Massano advertiu que a redução das importações, por si só, é insuficiente para garantir o controlo da inflação, dependendo a redução sustentada de outros factores, como sejam a redução do défice orçamental, a melhoria do ambiente de negócios e o aumento da produção interna, particularmente de alimentos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH