Fitch Ratings mantém avaliação de risco de Moçambique em “Incumprimento selectivo”

3 April 2018

A agência Fitch Ratings manteve a avaliação de risco de Moçambique em “Incumprimento selectivo” (Restricted default) devido à incapacidade do governo em honrar o serviço da dívida bem como o pagamento dos juros relacionados com empréstimos contraídos por três empresas públicas com o aval do Estado, de acordo com um comunicado recentemente divulgado.

A Fitch Ratings mantém Moçambique em incumprimento desde Novembro de 2016, quando o país começou a falhar os pagamentos da emissão de 727,5 milhões de dólares de dívida soberana por parte da Empresa Moçambicana de Atum (Ematum).

Desde então, Moçambique falhou o pagamento de três prestações sobre esta emissão de dívida (euro-obrigações), bem como os pagamentos dos empréstimos contratados por duas empresas públicas à revelia dos parceiros internacionais e das instituições nacionais, acrescenta a Fitch.

Comentando o encontro com os credores no dia 20 de Março, em Londres, a Fitch escreveu que “apesar de o renovado envolvimento com os credores ser um desenvolvimento positivo depois de um longo hiato, o calendário e a duração das conversações sobre a reestruturação da dívida é incerto.”

A agência de notação de risco escreveu ainda que as hipóteses de um eventual acordo com a Fundo Monetário Internacional para o reinício da ajuda financeira “são limitadas”, uma vez que a organização internacional “continua a exigir que o governo divulgue informação crítica identificada no relatório de auditoria de Junho de 2017 feito pela Kroll Associates UK sobre a dívida escondida.” (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH