Dragagem de emergência ao porto da Beira, Moçambique, fica concluída esta semana

11 April 2018

A dragagem de emergência do canal de acesso, cais e bacias de manobras do porto da Beira fica concluída esta semana, depois de trabalhos ao longo dos últimos seis meses que resultaram na remoção de cerca de três milhões de metros cúbicos de sedimentos, informou o director executivo da empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique – Centro.

Augusto Abudo disse o matutino Notícias, de Maputo, que nos próximos dias uma equipa multi-sectorial irá fazer a avaliação ao trabalho desenvolvido pela empresa dos Países Baixos Van Oord, coadjuvada pela Empresa Moçambicana de Dragagem, que custou 24,9 milhões de euros.

O director executivo da CFM – Centro adiantou que apenas na chamada curva do Macuti foram removidos cerca de 850 mil metros cúbicos de areias do banco de Sofala, que foram aproveitados para construir um aterro onde futuramente será construído o Cais 11, que irá funcionar em regime de multi-utilização.

Na sequência desta operação de dragagem, a largura do canal de acesso ao porto, com uma extensão de 27 quilómetros, foi ampliada de 135 para 250 metros e a profundidade foi fixada em oito metros nos troços rectos e em 9,20 metros na curva do Macuti.

Augusto Abudo disse ainda que o porto da Beira vai a partir de agora poder receber navios com um máximo de 60 mil toneladas de arqueação bruta 24 horas por dia, quando anteriormente não podiam exceder 33 mil toneladas. (Macauhb)

MACAUHUB FRENCH