Empresa Tunamar substitui Ematum em Moçambique

13 April 2018

A Empresa Moçambicana de Atum (Ematum) deu origem a uma nova sociedade, a Tunamar, ao abrigo de uma parceria com a empresa norte-americana Frontier Service Group, anunciou quinta-feira em Maputo o primeiro-ministro Carlos Agostinho do Rosário.

O primeiro-ministro, ao falar no encerramento do debate parlamentar sobre a Conta Geral do Estado relativa a 2016, disse que a constituição da nova empresa irá fazer com que a frota da Ematum começe finalmente a operar, após anos de inactividade no porto de Maputo.

O empresário norte-americano Erik Prince, presidente da empresa com sede em Hong Kong Frontier Services Group, assinou em Dezembro de 2017 um acordo com o governo de Moçambique para o estabelecimento de uma parceria para recuperar a Empresa Moçambicana de Atum.

A Empresa Moçambicana de Atum foi constituída em 2013 para explorar o atum existente nas águas territoriais do país, posto o que contraiu um empréstimo com o aval do Estado no montante de 850 milhões de dólares, que utilizou parcialmente para comprar a um estaleiro naval de França 24 atuneiros, bem como equipamento militar.

No decurso do debate parlamentar, o primeiro-ministro deixou claro que o seu governo não tenciona pagar as dívidas contraídas pelas três empresas públicas – Moçambicana de Atum, ProIndicus e Mozambique Assett Management – que são detidas e geridas pelo Serviço de Informações e Segurança do Estado. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH