Governo de Angola já identificou missões diplomáticas a encerrar

13 April 2018

O Ministério das Relações Exteriores de Angola concluiu o processo de identificação de dez missões diplomáticas que vão ser desactivadas temporariamente até que o país tenha melhores condições financeiras para a sua reactivação, disse em Luanda o secretário-geral do Ministério.

Agostinho Van-Dúnem, que prestava declarações no decurso do terceiro dia de um seminário dirigido a adidos financeiros e administrativos do Ministério, acrescentou que o processo de desactivação pode durar de seis meses até um ano, tendo em conta as diligências que devem ser cumpridas com os países acreditadores.

O secretário-geral, que não identificou as missões a encerrar, disse que o processo continua, lembrando que o procedimento teve a sua fase de planificação, quantificação e, agora, entra na fase da execução, estando actualmente a ser criadas condições para garantir o regresso do pessoal e negociar a rescisão de pessoal contratado localmente.

Em Janeiro passado, foi anunciado que o consulado-geral em Macau era uma das 25 representações diplomáticas de Angola que poderiam ser encerradas, caso de nove embaixadas e 16 consulados, além de 10 representações comerciais, de acordo com uma proposta de racionalização formulada pela Secretaria para os Assuntos Diplomáticos e de Cooperação internacional da Presidência da República. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH