Botsuana renova interesse na construção do porto de Techobanine, em Moçambique

17 April 2018

O Botsuana tem interesse em reactivar o projecto do porto de águas profundas de Techobanine, no distrito de Matutuíne, província de Maputo, considerando que se trata de uma infra-estrutura viável para as suas importações e exportações, disse segunda-feira em Maputo o Presidente Mokgweetsi Eric Keabetswe Masisi.

O Presidente do Botsuana levantou a questão do porto de Techibanine no decurso das conversações oficiais entre delegações dos dois países, em que o Presidente de Moçambique manifestou o desejo de ver impulsionada a participação daquele país nos projectos de investimento em curso no país, particularmente em áreas como produção e transporte de energia eléctrica, transportes e comunicações, turismo e agricultura, considerados catalisadores da integração regional.

O ministro das Infra-estruturas, Ciência e Tecnologia do Botsuana, Nolofo Molefhi, disse no final das conversações que um porto localizado naquela região da província de Maputo é “muito importante” para o seu país e acrescentou que parte das discussões havidas entre as duas delegações centrou-se na necessidade de se encorajar a colaboração do sector privado, “sem o que este projecto não poderá ficar completo.”

O ministro moçambicano dos Negócios Estrangeiros, José Pacheco, falou da relevância que as duas partes deram ao projecto do porto de Techobanine, destacando que se trata de uma iniciativa triangular entre Moçambique, Botsuana e Zimbabué e anunciou ter ficado agendada uma sessão de trabalho entre os três chefes de Estado para que possam passar em revista os mecanismos para a concretização do projecto.

Em Abril de 2016 foi anunciado que um consórcio internacional, que incluía a empresa China Harbour Engineering Co (CHEC), estava a projectar um investimento de 1000 milhões de dólares num novo porto na província de Maputo, para servir Moçambique e países vizinhos.

Em Setembro desse mesmo ano os governos do Botsuana, Moçambique e Zimbabué assinaram um documento para a constituição de uma parceria para a construção de uma linha de caminho-de-ferro com uma extensão de mais de 1700 quilómetros passando pelos três países, que terminaria em Moçambique na Ponta Techobanine, onde iria ser construído um porto de mar. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH