Governo espera da Grande Baía um maior desenvolvimento para Macau

18 April 2018

O Chefe do Executivo de Macau, Chui Sai On, disse terça-feira na Assembleia Legislativa que o governo está a acompanhar os preparativos para o lançamento do projecto da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau que deverá ser anunciado pelo governo central em Pequim ainda durante o corrente ano.

Chui disse ainda que a criação da Grande Baía vai oferecer às nove cidades e duas regiões administrativas especiais envolvidas no projecto um espaço de desenvolvimento mais vasto, a fim de dar resposta a uma série de desafios que a população enfrenta.

O Chefe do Executivo lembrou que o Acordo-Quadro para a Promoção da Construção da Grande Baía assinado por Guangdong, Hong Kong e Macau define em termos gerais as áreas de cooperação entre as três partes.

Impulsionar a ligação entre as infra-estruturas, aumentar a integração dos mercados, criar um centro internacional de inovação tecnológica, construir um sistema de indústrias modernas, melhorar a qualidade de vida da população, aumentar a cooperação e a criação de plataformas internacionais são alguns dos pontos definidos no acordo assinado em Hong Kong em 2017 para a promoção da construção da Grande Baia.

O Chefe do Executivo garantiu que o governo criará instrumentos que vão permitir à população participar no planeamento geral do desenvolvimento da Grande Baía e trabalhará para desenvolver Macau como um centro mundial de turismo e lazer e uma plataforma de serviços para a cooperação comercial entre a China interior e os países de língua portuguesa, aproveitando as vantagens das restantes cidades da Grande Baía.

A Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau tem uma área de 56 mil quilómetros quadrados, uma população de 66,7 milhões de habitantes, um produto interno bruto per capita de 20 mil dólares e integra nove cidades (Guangzhou, Huizhou, Zhaoqing, Foshan, Zhongshan, Jangmen, Dongguan, Shenzhen, Zhuhai) e as Regiões Administrativas de Macau e Hong Kong. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH