China dá formação a técnicos agrários e agricultores de Moçambique

23 April 2018

O vice-ministro da Agricultura da China, Zhang Taolin, garantiu sexta-feira em Maputo que o seu país vai financiar acções de formação em tecnologias agrícolas destinadas a camponeses de Moçambique, de acordo com o matutino Notícias, de Maputo.

Após um encontro com a sua congénere de Moçambique, a vice-ministra da Agricultura e Segurança Alimentar de Moçambique, Luísa Meque, Zhang adiantou que a aplicação de tecnologias agrícolas poderá ajudar à mecanização da agricultura moçambicana.

O vice-ministro chinês manifestou ainda interesse em aprofundar a cooperação bilateral, sobretudo na produção de arroz e de frutos.

A vice-ministra da Agricultura e Segurança Alimentar disse, por seu turno, que durante o encontro foi salientada a necessidade da cooperação no sector de formação, bem como na produção de sementes e na aplicação de novas técnicas na criação de gado.

“Estamos ainda comprometidos na produção de vacinas para que realmente possamos aumentar o efectivo pecuário a nível do país”, afirmou Luísa Meque.

A vice-ministra revelou que 30 técnicos agrários deverão num futuro breve deslocar-se à China a fim de participarem em acções de formação de curta duração, estando previsto que essas acções venham a incluir uma centena de técnicos moçambicanos.

A China financiou a construção do Centro de Investigação e Transferência de Tecnologias Agrárias, localizado em Umbeluzi, distrito de Boane, província meridional do Maputo, empreendimento orçado em mais de sete milhões de dólares. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH