Minas, energia e gás natural em debate em conferência internacional em Moçambique

25 April 2018

A sexta edição da Conferência Moçambique Minas, Energia e Gás Natural (MMEC-2018) inicia-se hoje em Maputo com a participação de 130 empresas e 72 oradores de 20 países, estando subordinada ao lema “Desenvolver os recursos naturais de Moçambique para uma industrialização avançada e criação de valor para o país.”

A MMEC-2018 é organizada pela AME Trade, uma empresa promotora de eventos, em parceria com a Empresa Nacional de Hidrocarbonetos e com a Associação Geológica Mineira de Moçambique, e tem como principal objectivo debater os diferentes estágios da indústria mineira e de hidrocarbonetos no país, desde a componente legal, ao ambiente de negócios e as oportunidades que podem servir nesta área.

A conferência vai ainda abordar os mais recentes desenvolvimentos da indústria extractiva nacional, com apresentações e debates sobre o ponto de situação do potencial geológico mineiro, mercados de gás natural liquefeito e seu impacto no projecto actual e estratégias de moneterização de gás no futuro, ponto de situação do potencial de produção de energia, potencial de energias renováveis e ainda questões de desenvolvimento de infra-estruturas energéticas e de logística.

O ministro dos Recursos Minerais e Energia, Ernesto Max Tonela, escreveu na carta endereçada aos profissionais da indústria a participar no encontro que “desde 2008 que a MMEC tem dado visibilidade aos desenvolvimentos chave nas indústrias extractivas de Moçambique, tornando-se num evento de participação prioritária para os membros da indústria no país.”

A conferência tem a duração de dois dias e a abertura contará com a participação do ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, do presidente da Empresa Moçambicana de Hidrocarbonetos e de representantes do Instituto Nacional de Petróleos, do Ministério da Indústria e Comércio, do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural e do sector privado. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH