França executa modernização do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica de Angola

27 April 2018

O instituto público Météo Française Internationale foi contratado pelo governo de Angola para ao longo de quatro anos proceder ao programa de modernização do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (Inamet), ao abrigo de um decreto presidencial com data de 11 de Abril.

A modernização do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica, que irá custar a Angola 180 milhões de euros, é considerada pelo governo angolano como essencial para apoiar sectores diversos, como a protecção civil, agricultura, ambiente, pescas e petróleos, entre outros.

O programa será financiado em duas fases, a primeira das quais avaliada em 60 milhões de euros, pelo banco Societé Générale, cabendo ao Météo Française Internationale (MFI) conduzir o processo e fornecer os equipamentos e os programas informáticos necessários.

Entre outros projectos, o programa de modernização envolve a instalação, em todo o território angolano, de 32 Estações Meteorológicas Automáticas, 16 das quais com observador – e respectiva habitação -, e outras 16 sem observador, visando desta forma “melhorar a capacidade de previsão” do Inamet, com “dados fiáveis e em tempo real”, conforme define o contracto citado pela agência noticiosa Lusa.

A concretização deste contracto resulta de um acordo assinado em Luanda, a 3 de Julho de 2015, durante a visita do então Presidente francês à capital angolana, prevendo uma parceria do Inamet com o instituto público Météo Française Internationale e a empresa angolana LTP Energia. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH