Iniciativa chinesa “Uma faixa, uma rota” em debate em Macau

17 May 2018

O Instituto Internacional de Macau (IIM) lançou quarta-feira no Consulado-Geral de Portugal em Macau o livro em inglês “China´s Belt and Road Initiative -The role of Macau and the Portuguese-speaking countries” com artigos de quatro autores: Thomas Chan, professor em Hong Kong, Paul Mooney, jornalista, Paulo Figueiredo, investigador e José Luís Sales Marques, presidente do Instituto de Estudos Europeus de Macau (IEEM).

O livro coordenado e produzido pelo grupo de media Macaulink apresenta os desafios e o papel de Macau e dos países de língua portuguesa no âmbito de uma das iniciativas diplomáticas e económicas mais importante da actualidade lançada pela China em 2013.

O presidente do IIM, Jorge Rangel, anunciou na apresentação do livro que o instituto lançará brevemente edições em chinês e português deste livro e ainda este ano um outro dedicado à nova iniciativa da China denominada a Área da Grande Baía Guangdong-Hong Kong e Macau.

Jorge Rangel disse igualmente que ainda este ano o IIM lançará uma obra sobre 13 personalidades chinesas da região da Área da Grande Baía que contribuíram decisivamente para o progresso da cidade nos séculos XIX e XX.

Rangel defendeu a necessidade de cada vez mais divulgar os planos de integração do sul da China para que Macau possa contribuir e participar no desenvolvimento da região.

“Temos valências e potencialidades que têm de ser exploradas, nomeadamente no que toca ao papel de Macau como plataforma de ligação da China com os países de língua portuguesa e no relacionamento inter-cultural entre a China e as outras culturas do mundo” disse.

Rangel defendeu ainda que a iniciativa “Uma faixa, uma rota” é, além de um processo de desenvolvimento e integração, a visão chinesa da globalização.

O vice-presidente da Associação da Rota Marítima da Seda de Macau e presidente do IEEM, Sales Marques, defendeu que as pessoas de Macau têm necessidade de compreender o potencial e o futuro funcionamento da Grande Baía, uma vez que serão participantes nestes novos desenvolvimentos políticos e económicos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH