Alassola de Angola coloca em Portugal mais de 450 toneladas de fio de algodão

21 May 2018

A empresa têxtil angolana Alassola exportou 454 toneladas de fio de algodão para Portugal entre Outubro de 2017 e 12 de Maio corrente, ao abrigo do projecto de internacionalização do negócio, disse o director industrial, Hioshi Yamamoto, à margem da participação na 8.ª edição da Feira Internacional de Benguela (FIB), que decorreu de 16 a 20 de Maio.

Hioshi Yamamoto disse ainda à agência noticiosa Angop, em declarações proferidas sábado, que o quarto carregamento, com 154 toneladas em 10 contentores, partiu do porto do Lobito na semana de 6 a 12 do corrente mês.

O director industrial disse que o fio de algodão é um produto intermédio que a fábrica tem estado a vender enquanto procura soluções definitivas para iniciar toda a cadeia de produção, que se prendem com a necessidade de angariar mais 60 milhões de dólares para importar matérias-primas, nomeadamente algodão, corantes e outros produtos químicos primários e secundários.

A Alassola é uma empresa que opera na província de Benguela sucessora da extinta África Têxtil, que, depois de ter sido inaugurada em 1979, paralisou a actividade em 1998 e declarou falência em 2000.

O projecto de recuperação, ampliação e apetrechamento das indústrias têxtil em Angola contou com o financiamento de uma linha de crédito do governo japonês e contempla três grandes fábricas de tecido, a Textang II, na capital do país, a Sociedade Angolana de Tecidos Estampados Comerciais (Satec), localizada na província do Cuanza Norte e a Alassola em Benguela. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH