Empresa britânica constrói central térmica a gás em Moçambique

23 May 2018

A Great Lakes Africa Energy vai “desenvolver, financiar, construir, possuir e operar uma central de 250 megawatts a gás”, de acordo com um comunicado citado pelo matutino Notícias, de Maputo, em que se afirma terem a empresa britânica e o governo de Moçambique assinado um memorando de entendimento para a utilização de gás natural a explorar na bacia do Rovuma.

O projecto tem um custo estimado em 400 milhões de dólares e a assinatura do memorando surge depois de a empresa ter sido seleccionada num concurso público para a atribuição de gás natural para fins domésticos, cujo resultado foi anunciado no último dia de Janeiro de 2017.

A central térmica será construída no distrito de Nacala, tendo a empresa britânica sido uma das três seleccionadas de entre 14 que apresentaram propostas de utilização do gás natural do Rovuma.

A Great Lakes Africa Energy é uma empresa constituída em 2013 que investe em soluções de produção de energia eléctrica nas regiões dos Grandes Lagos e Austral de África, tendo como objectivo anunciado atingir 1000 megawatts.

A extracção de gás natural na bacia do Rovuma deverá ter início em 2022 no bloco Área 4, projecto que é liderado pelos grupos italiano ENI e norte-americano ExxonMobil, de acordo com declarações recentes do ministro dos Recursos Minerais e Energia de Moçambique, Max Tonela. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH