Macau quer ser plataforma das relações entre os media da China e dos países de língua portuguesa

Macau pode vir a ser uma a plataforma no desenvolvimento das relações entre os órgãos de comunicação social da China e dos países de língua portuguesa, disse segunda-feira o director do Gabinete de Comunicação Social (GCS), Victor Chan Chi Ping, durante a conferência “Macao Global Media Industry Development.”

A conferência, a terceira do género realizada em Macau, foi organizada pela China News Service e pelo jornal Ou Mun de Macau, com o apoio do GCS, contou com a presença do Chefe do Executivo Chui Sai On na sua abertura e mais de uma centena de participantes da China Continental, Hong Kong, Taiwan, Estados Unidos da América, África, Sudeste Asiático e Europa.

“Faremos tudo o que está ao nosso alcance para promover a cooperação e a troca de ideias entre a China e os países de língua portuguesa com o objectivo de aumentar os contactos no sector da comunicação social “, disse.

Chan Chi Peng lembrou ainda que Macau foi o primeiro porto da China a abrir-se ao Ocidente e nessa tradição quer continuar a ter um papel de ponte entre a China e o resto do mundo, neste caso concreto no sector da comunicação social.

Victor Chan disse que a iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota” vai permitir o desenvolvimento das indústrias relacionadas com o sector de comunicação social, apontando o caminho da inovação, produção de conteúdos e desenvolvimento tecnológico de modo a que seja cada vez mais acessível aos seus utilizadores.

O director do GCS disse ainda estar certo que a conferência irá trazer resultados práticos e que Macau vai reforçar certamente o seu papel de plataforma no sector da informação para a China e os países de língua portuguesa. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH