Grupo sul-africano Tongaat Hulett quer expandir negócios em Angola

29 May 2018

O grupo sul-africano Tongaat Hulett pretende expandir os seus negócios em países que importam a maior parte do açúcar que consomem, de acordo com uma estratégia centrada nas regiões central e austral do continente africano, disse o presidente executivo em declarações à agência financeira Reuters.

Peter Staude ter o grupo iniciado já conversações no sentido de proceder à expansão da sua actividade naquele país, que embora seja o segundo maior produtor de petróleo em África, depois da Nigéria, tem um défice de açúcar estimado em 300 mil toneladas por ano que é garantido na sua maior parte pelos produtores da América Latina e da Ásia.

Peter Staude disse concretamente que uma das possibilidades em estudo seria a construção em Angola de um centro de empacotamento e distribuição e a realização de um estudo para determinar as melhores regiões do país onde plantar cana-de-açúcar e mandioca.

Dados entretanto divulgados pelo Conselho Nacional de Carregadores de Angola indicam que o açúcar foi o produto mais foi importado no quarto trimestre de 2017, com 121 621 toneladas, contra 91 898 toneladas no período homólogo de 2016, representando um aumento de 32,34%.

A Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom), um dos maiores projectos agro-industriais do país, prevê produzir este ano 100 mil toneladas de açúcar, ajudando a reduzir a importação necessária para satisfazer a procura. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH