China financia quatro projectos em Moçambique com doação de 100 milhões de dólares

5 June 2018

A China vai doar cerca de 100 milhões de dólares para financiar quatro projectos de desenvolvimento em Moçambique, tendo os respectivos acordos sido assinados segunda-feira em Maputo, no decurso da VI sessão da Comissão Mista entre os dois países, escreveu a imprensa moçambicana.

Os quatro projectos são a construção do aeroporto de Xai-Xai, na província de Gaza, a construção do Instituto Técnico de Gorongosa em Sofala, assistência técnica ao Estádio Nacional do Zimpeto (Maputo) e o envio de quadros agrícolas à China para formação, de acordo com o jornal Notícias, de Maputo.

A vice-ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique, Maria Lucas, disse no final da sessão que os acordos alcançados são indicadores do sucesso do trabalho que as partes realizaram desde a anterior sessão da Comissão Mista, ocorrida em 2015.

O vice-ministro do Comércio da China, Qian Keming, manifestou a disponibilidade do seu governo em continuar a apoiar o desenvolvimento de Moçambique, destinando os recursos e donativos para projectos prioritários que promovam o bem-estar da população.

O acordo de financiamento para a construção do aeroporto de Xai-Xai foi assinado em 2017, com o valor previsto de 60 milhões de dólares, visando melhorar as condições de transporte e facilitar as comunicações de pessoas e bens, promovendo o desenvolvimento de economia local, sobretudo o turismo.

Relativamente ao Instituto Técnico de Gorongosa, o projecto comporta a construção dos edifícios de ensino, oficinas, refeitório, dormitórios para estudantes e apartamentos para docentes, indo o estabelecimento ter capacidade para formar, anualmente, 740 estudantes e oferecer cursos de agro-pecuária, entre os quais a produção de vegetais, extensão agrícola e agro-processamento.

O projecto do sector de agricultura, orçado em pouco mais de 3,0 milhões de dólares, vai na sua terceira fase, sendo que o governo chinês irá enviar técnicos agrícolas nas áreas de agronomia, agro-processamento, pecuária, clínica veterinária e laboratório de veterinária, durante três anos, para demonstrações técnicas e formação a quadros moçambicanos.

O acordo relativo à prestação de assistência técnica ao Estádio Nacional de Zimpeto, segunda fase está avaliado em 1,8 milhões de dólares. (Macahub)

MACAUHUB FRENCH