Angola solicita adesão à Commonwealth

7 June 2018

Angola vai solicitar a adesão à Commonwealth, a comunidade dos países de língua inglesa, anunciou o ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, Boris Johnson, em verbete colocado na sua conta de Twitter.

“É magnífico que Angola pretende juntar-se à família da Commonwealth. Saudamos o empenho do Presidente Lourenço em fazer reformas, em combater a corrupção e em defender os direitos humanos. Esperamos recebê-lo brevemente no Reino Unido”, escreveu o ministro.

Na entrevista concedida a 1 de Junho ao canal Euronews, João Lourenço afirmou “não se admirem que estejamos a pensar em pedir agora a adesão à francofonia e daqui a uns dias estejamos também a pedir adesão à Commonwealth, atendendo ao facto de que “Angola está cercada não por países lusófonos, mas sim por países francófonos e anglófonos.”

João Lourenço recordou o caso de Moçambique, país-membro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, “que está encravado entre países anglófonos, casos do Malawi, Tanzânia, a própria África do Sul, que acabou por aderir à Commonwealth.”

Moçambique, de língua oficial portuguesa, e o Ruanda, antiga colónia belga, são para já os dois únicos países membros da Commowealth que não foram antigas colónias do Reino Unido. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH