Governo de Angola usa linha de crédito de Espanha para recuperar aproveitamento hidroeléctrico

7 June 2018

O governo de Angola vai aplicar 120 milhões de dólares na renovação das três turbinas e na recuperação da subestação do aproveitamento hidroeléctrico da Matala, localizado na província da Huíla a 180 quilómetros a ocidente da cidade capital, Lubango, disse o ministro de Energias e Águas, João Baptista Borges.

À saída de um encontro com o governador João Marcelino Tyipinge, no quadro de uma visita de oito horas à província para avaliar o funcionamento do sector que dirige, o ministro disse ainda que a recuperação do aproveitamento envolve duas fases, a primeira das quais foi efectuada por uma empresa do Canadá e consistiu na reparação física da barragem, obra construída em 1958 que apresentava muitas fissuras.

A segunda fase centra-se na recuperação da casa de força, um espaço de acesso restrito destinado a albergar os equipamentos electromecânicos responsáveis pela produção de energia numa barragem ou central hidroeléctrica, bem como da subestação que vai permitir ligar Lubango à cidade de Moçâmedes, capital da província do Namibe.

“Esta segunda fase será financiada recorrendo à linha de crédito aberta pela Espanha, as obras serão adjudicadas a uma empresa espanhola e quando ficarem concluídas, o que deverá acontecer ainda este ano, irão permitir repor a produção de 40 megawatts de energia eléctrica”, disse o ministro, citado pela agência noticiosa Angop.

A Central Hidroeléctrica da Matala está a produzir apenas 20 megawatts de energia eléctrica, através de três grupos geradores com uma potência teórica de 13,6 megawatts cada, que é distribuída pelo município da Matala e pelas cidades do Lubango e de Moçâmedes. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH