Kibo Mining associa-se à Termoeléctrica de Benga para construir central térmica em Moçambique

8 June 2018

A Kibo Mining assinou um acordo de parceria com a moçambicana Termoeléctrica de Benga para constituir a empresa Benga Power, que irá proceder a uma nova avaliação da viabilidade de construção de um central térmica alimentada a carvão na província de Tete, informou a empresa cotada nos mercados de Londres e de Joanesburgo.

A Kibo e a Termoeléctrica deterão participações iniciais de 65% e 35% na parceria, respectivamente, sendo que a central térmica projectada terá uma capacidade de produção entre 150 e 300 megawatts.

O comunicado divulgado adianta que a Benga Power irá beneficiar da experiência da Kibo Mining na construção e desenvolvimento de projectos energéticos na região da África Oriental, nomeadamente na Tanzânia, onde a empresa tem o projecto MCPP, que junta uma mina de carvão com uma produção de 1,5 milhões de toneladas/ano com uma central térmica com uma capacidade de 300 megawatts.

Em Agosto de 2009, a agência noticiosa AIM informou que a empresa mineira australiana Riversdale Mining, que detinha a concessão de exploração de carvão de Benga, em Tete, Moçambique, iria construir uma central termoeléctrica com uma capacidade de 500 megawatts.

A agência citava o director nacional de estudos e planificação no Ministério da Energia, Nazário Meguigy, para afirmar que a operação comercial da central tinha o seu início previsto para 2013.

Posteriormente, a Riversdale Mining vendeu em 2011 todos os activos carboníferos que detinha em Moçambique ao grupo anglo-australiano Rio Tinto pela soma de 3,9 mil milhões de dólares, que em Outubro de 2014 os revendeu ao consórcio indiano International Coal Ventures Private Limited por 50 milhões de dólares. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH